Prêmio Leopoldo Miguez

Com o objetivo de perpetuar a memória de seu fundador, Leopoldo Miguez, o IBP criou, em 1976, o Prêmio Leopoldo Américo Miguez de Mello. A iniciativa tem como objetivo reconhecer publicamente a contribuição de personalidades que tenham atuado para transformar e desenvolver a indústria de petróleo, gás e biocombustíveis no Brasil.Durante seus mais de 40 anos de existência, a premiação já consagrou mais de dez profissionais que mudaram a história do setor.

Conheça o Prêmio Leopoldo Miguez

Edição 2016


Em 2016, o Prêmio chega a sua 10ª edição com novo formato. Antes, entregue a cada quatro anos, a premiação passa a ser bienal. O homenageado da edição será o atual conselheiro e ex-presidente do IBP, João Carlos de Luca, que ocupa o cargo de diretor presidente da Barra Energia.

DeLuca_3

João Carlos de Luca

Diretor Presidente – Barra Energia

É um dos sócios fundadores da Barra Energia, exercendo o posto de Diretor Presidente da empresa e o de Presidente do Conselho de Administração, além de ex-presidente do IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis. Foi presidente da Repsol YPF no Brasil por 11 anos (até 2009), empresa que ajudou a fundar em 1998, e diretor de Exploração e Produção (E&P) da Petrobras entre 1990 e 1995. Responsável pelas áreas de Exploração, Perfuração e Produção, gerenciava ao redor de 22.000 pessoas e 837 gerentes. É formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Paraná e em Engenharia de Petróleo pelo SEN-BA / Petrobras (1975), com especialização (1989) em Gerencia de Petróleo pelo “Arthur de Little Management Education Institute” (Cambridge- Massachussets – USA). Veja o vídeo sobre sua carreira:

 

 

 

Conheça a Premiação


Processo de Seleção

Passo 1: Consulta aos Associados do IBP
Passo 2: Seleção dos Indicados pela Diretoria do IBP
Passo 3: Definição do Conselho de Administração

Critérios de Avaliação

– Contribuição relevante para o desenvolvimento do setor
– Participação ativa no IBP
– Atuação exemplar

Premiados em Edições Passadas

2012 | William Zattar
2008 | Armando Guedes Coelho e Guilherme Duque Estrada de Moraes (in memoriam)
2004 | Otto Vicente Perrone
2000 | Carlos Walter Marinho Campos
1996 | Shigeaki Ueki
1992 | João Tavares Neiva de Figueiredo
1988 | João Pedro Gouvêa Vieira e Marechal Waldemar Levy Cardoso
1984 | Plínio Cantanhede
1980 | General Ernesto Geisel
1976 | Francisco Martins Bastos, Geonísio Carvalho Barroso e Rômulo Barreto de Almeida

Conheça o fundador do IBP

Leopoldo Miguez_1Leopoldo Américo Miguez de Mello (1913 – 1975) dedicou 28 anos de sua vida ao desenvolvimento da indústria de petróleo no Brasil. Graduado em Química Industrial pela Escola Nacional de Química, o carioca ajudou a formar gerações conciliando sua vida acadêmica com a profissional. Depois de trabalhar como químico para a Standard Oil no Brasil, Miguez foi gerente técnico da Química Mercúrio e, em 1947, já ingressava no Conselho Nacional de Petróleo (CNP), onde chegou a atuar como chefe de Gabinete da Presidência.

Depois de anos de experiência no setor de petróleo, que incluíram passagens por diversos segmentos da indústria, Miguez iniciou sua carreira na Petrobras como assistente-chefe da indústria petroquímica. Com tantas lições aprendidas nas áreas acadêmicas e técnicas, tornou-se representante da Petrobras junto a importantes órgãos governamentais.

Finalmente, em abril de 1964, foi nomeado para o cargo de diretor da Petrobras, o qual exerceu até 1967, tornando o sonho da criação de um centro de pesquisa e desenvolvimento – hoje conhecido como Cenpes (Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez de Mello), uma realidade.

Miguez também coordenou a Assembleia Geral de Constituição do IBP, criado em novembro de 1957, no Rio de Janeiro.

Galeria de fotos