Observatório do Setor

A guerra entre Rússia e Ucrânia e as posteriores sanções contra a Rússia geraram uma reviravolta nos mercados de gás natural, principalmente na União Europeia (UE) diante da sua dependência do gás russo. Após atingirem a máxima de 2022 no início de março, as importações de gás russo pela UE começaram a decair paulatinamente, chegando a cair quase 70% no ponto mais baixo ocorrido no final de junho.

Nas últimas semanas, a situação vem se agravando com o anúncio da entrada de manutenção do Nord Stream 1 e o crescente receio de que a Rússia cesse suas exportações de gás natural por completo para a UE como uma nova rodada de retaliação pelas sanções impostas pelos países ocidentais.