Observatório do Setor

As transações comerciais da indústria brasileira do petróleo com o exterior representaram, em média, 11,5% do fluxo do comércio externo brasileiro no período 2008 a março de 2020. Em 2015, com a queda da demanda e dos preços internacionais do petróleo e derivados, o fluxo comercial do setor passou a representar 9% do fluxo total do Brasil com o exterior em termos monetários, voltando a se recuperar a partir de 2017 com a retomada dos preços. Diante da pandemia da Covid-19, seu peso chegou a cair pela metade devido aos preços baixos e as restrições de mobilidade, atingindo o ponto mais baixo desde 2016 em maio do ano passado.