Observatório do Setor

Em três momentos distintos – crise do subprime de 2008, choque do petróleo em 2014-2016 e a pandemia da COVID-19 – o número de sondas, nos EUA, observou uma queda acentuada. Após 2016, uma maior disciplina financeira das empresas e o patamar mais baixo dos preços internacionais do petróleo, em relação ao começo da década, fizeram com que a quantidade de sondas não retornasse aos picos vistos em anos anteriores. Na crise atual, o número de ondas alcançou o menor patamar da série histórica dos últimos 20 anos, com queda de quase 60%, apenas 318 em 22 de maio de 2020 ante 772 em 20 de março do mesmo ano.