Observatório do Setor

A América Latina apresentou uma intensa atividade de exploração no começo da década, muito explicada pelo potencial de produção da região e dos preços internacionais favoráveis. Entre 2012 e 2016, a atividade exploratória caiu de forma expressiva na região. Parte dessa queda pode ser explicada pela não realização de rodadas de licitação no Brasil.