Evolução da relação R/P de petróleo na América Latina

Observatório do Setor
Atualizado em 12 de julho de 2021
A relação Reserva/Produção (R/P) é um termômetro para a sustentabilidade da atividade extrativa dos países. Na América Latina, o país que teve o maior aumento do índice R/P entre 2000-2020 (com exceção da Venezuela) foi a Argentina. A queda dessa razão referente ao Brasil pode ser explicada, em parte, pelo crescimento da produção.

O volume de reservas provadas e produção no Brasil cresceu substancialmente entre 2000 e 2014. A atividade exploratória foi impulsionada pelas diversas rodadas de blocos que ocorreram durante o período. A produção vem acompanhando essa intensificação de atividades no setor.

Campos por operadora na fase de produção

Observatório do Setor
Atualizado em 27 de novembro de 2018
A operação dos campos em produção no Brasil é bastante concentrada na Petrobras, em particular devido ao monopólio constitucional existente até 1996 e da Rodada Zero, realizada em 1997, quando a Petrobras assinou 397 contratos de concessão sendo 115 para blocos exploratórios, 51 para áreas de desenvolvimento e 231 para campos de produção.

Composição do PIB do estado do Rio de Janeiro

Observatório do Setor
Atualizado em 2 de fevereiro de 2017
A indústria extrativa mineral representa 16% do PIB do Rio de Janeiro. No Rio de Janeiro, este setor corresponde em sua quase totalidade a atividade de Exploração e Produção de Petróleo e Gás. A indústria de transformação, representa apenas 6% do PIB do Estado.

Composição do PIB do Brasil e participação da indústria extrativa em 2013

Observatório do Setor
Atualizado em 2 de fevereiro de 2017
A Participação da atividade de E&P representou 2,7% no PIB nacional. A evolução do valor adicionado desta atividade depende da evolução da produção, porém é bastante influenciada pela flutuação dos preços do petróleo ao longo do tempo.

Para minimizar crise, Rio taxa produção de petróleo

Clipping
Atualizado em 15 de janeiro de 2016

Objetivos Fornecer noções básicas para que os alunos possam entender os princípios geodésicos e cartográficos, onde eles são aplicados e os problemas que podem ocorrer pela manipulação de dados geológicos e geofísicos sem os devidos cuidados com estes conceitos.

Objetivos Preparar os profissionais, fornecendo-lhes vasto fluxo de informações e ferramentas para análise e decisões da viabilidade econômica de projetos de investimento na Exploração e Produção de Petróleo e Gás.