Pelas estimativas, junho apresentará um déficit de oferta de 1,5 milhão b/d.

Observatório do Setor
Atualizado em 15 de junho de 2020
No início do mês, o banco Barclays elevou sua projeção do preço do barril em US$ 4 para este ano, destacando o déficit na oferta de petróleo no segundo semestre. Dessa forma, o Brent chegaria a uma média de US$ 41/b e o WTI a US$ 37/b em 2020. De acordo com análise da Rystad Energy, a extensão do patamar de cortes de 9,7 milhões de barris por dia (b/d) da OPEP+ para o mês de julho deve contribuir para que o déficit de oferta comece ainda em junho e se estenda até o fim do ano.

Na contramão do mercado

Clipping
Atualizado em 15 de junho de 2020

Na contramão da crise, a aposta no Brasil

Clipping
Atualizado em 15 de junho de 2020

Nota Técnica da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) sobre os impactos da pandemia no mercado brasileiro projeta três cenários para a recuperação. As quedas em 2020 variam entre os cenários mais otimista e mais pessimista, de 8 a 17% para gasolina e etanol hidratado, 34 a 60% para QAV e 2 a 8% para o diesel. Em relação à arrecadação, as perdas podem alcançar R$ 18 bilhões para União e R$ 36 bilhões para os estados até 2022.

A terceira edição da série de E-books produzidos pela área de Análise Econômica do IBP, sobre os impactos do novo coronavírus no setor de O&G, trata da retomada. O e-book está disponível para download aqui. O estudo apresenta um panorama econômico do setor de energia, apontando as perspectivas de retorno da atividade econômica. A publicação […]

A área de Análise Econômica do IBP continua trazendo mais informações sobre a crise atual. O novo e-book explora os impactos do novo coronavírus sobre o setor de O&G. O e-book está disponível para download aqui. O estudo examina os principais movimentos do mercado de O&G no último mês, destacando as causas da queda histórica […]

A Arábia Saudita e outros produtores da OPEP consideram a extensão do atual corte de produção até o fim do ano, mas ainda precisam conquistar o apoio da Rússia. O corte acordado é de 9,7 milhões de barris por dia (b/d) em maio e junho, reduzindo para 7,7 milhões b/d nos 6 meses subsequentes.

O estudo apresenta um panorama econômico do setor de energia.

O estudo examina os principais movimentos do mercado de O&G no último mês.

A Petrobras divulgou o seu resultado financeiro para o 1º trimestre

Observatório do Setor
Atualizado em 18 de maio de 2020
A Petrobras divulgou o seu resultado financeiro para o 1º trimestre, anunciando um prejuízo de R$ 48,5 bilhões, influenciado pela baixa contábil de US$ 13,4 bilhões. Essa baixa é referente a correções no valor de seus ativos, que, neste caso, foram majoritariamente feitas para campos em águas rasas e profundas