Raio-X do 3º Ciclo da Oferta Permanente

Observatório do Setor
Atualizado em 18 de abril de 2022
O e-book detalha os destaques do 3° ciclo da Oferta Permanente, cuja apresentação de ofertas foi realizada pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) por meio de uma sessão pública no dia 13 de abril de 2022, na cidade do Rio de Janeiro.

Material exclusivo para associados com análises sobre os resultados, desafios, contexto e impactos para o ambiente de negócios e para indústria petrolífera.

Destaques da 17ª Rodada de Concessão

Observatório do Setor
Atualizado em 15 de março de 2022
Dentre os 92 blocos ofertados em 4 diferentes bacias na 17ª Rodada de Concessão, apenas 5 foram arrematados, divididos entre 2 setores da Bacia de Santos, e somam 6% da área total ofertada. Os 5 blocos arrematados tiveram a Shell como operadora, sendo consorciada única em 4 deles. Na maioria dos blocos arrematados, houve ágio […]

IBP lança e-book sobre 1º Ciclo da Oferta Permanente Onshore

Notícias
Atualizado em 19 de setembro de 2019
A sessão pública do 1º Ciclo da Oferta Permanente, realizada pela ANP no dia 10 de setembro, consolidou o novo modelo de licitação, que oferece, permanentemente, um portfólio de blocos e áreas com acumulações marginais para exploração e produção de petróleo e gás natural. Os dados dessa rodada estão reunidos no e-book Raio-X da rodada […]

Raio-X da rodada – 1º Ciclo da Oferta Permanente

Publicações
Atualizado em 19 de setembro de 2019

Blocos concedidos e licitados: regime de concessão

Observatório do Setor
Atualizado em 28 de janeiro de 2022
Em 1998 foi realizada a rodada zero. Nesta rodada, a Petrobras assinou com a ANP 397 contratos de concessão referentes a 115 blocos exploratórios, 51 para áreas de desenvolvimento e 231 campos de produção. Até a 13ª rodada 1.016 blocos foram arrematados. Desses, 948 foram efetivamente concedidos.

Sucesso das rodadas de licitação: regime de concessão

Observatório do Setor
Atualizado em 28 de janeiro de 2022
Dos 4.663 blocos licitados, 1.075 foram arrematados (682 onshore e 393 offshore). As rodadas variaram em atratividade. Muitos aspectos influenciam o sucesso das rodadas como, por exemplo, características geológicas, regulação e expectativas de preços do petróleo.