Observatório do Setor

As exportações de petróleo brasileiro corresponderam a 25% da produção nacional entre 2005-2015. No mesmo período, as importações chegaram a 19%, em média. Em junho de 2020, esses números passaram para 48% e 6%, respectivamente. Apesar de serem considerados uma mesma commodity, cada tipo de petróleo tem qualidades distintas, sendo necessário importar uma parcela para compor um blend mais otimizado para cada perfil de refinaria existente no país. Desde 2013, quando a produção nacional apresentou um crescimento acentuado, o volume exportado aumentou 3,7 vezes e o importado caiu para menos da metade.