Observatório do Setor

Pode se observar que as médias dos compromissos de conteúdo local para blocos em terra são substancialmente maiores do que para blocos offshore, dada a diferença de complexidade e porte dos projetos. A participação do conteúdo local nos lances das licitações variou ao longo das rodadas. Da primeira a quarta rodadas o peso do conteúdo local era equivalente a 20% dos pontos do lance das empresas para arrematar os blocos. Na quinta e sexta este peso passou a ser de 40% e a partir da sétima rodada voltou a ser de 20%. Além disso, as empresas passaram a ter um percentual mínimo e máximo de conteúdo local para cumprir a partir da 7ª rodada. Na 14ª Rodada, o conteúdo local foi excluído do critério de apuração das ofertas, sendo definido o percentual mínimo em edital.